sexta-feira, 17 de junho de 2011

Corinthians deve receber isenção no IPTU e ISS por Itaquerão

O Corinthians tem até o dia 30 de junho para apresentar garantias que seu estádio ficará pronto a tempo de sediar a abertura da Copa do Mundo.
E pelo que parece, o clube não tem nem contrato assinado com a construtora Odebrecht, e o risco do estádio ficar inviabilizado para a disputa da Copa do Mundo de 2014 é grande.

A Odebrecht havia apresentado um orçamento que superava R$ 1 bilhão, e agora a construtora Serpal promete construir o estádio por R$ 300 milhões. Será que a Odebrecht ia construir um estádio de ouro ou a Serpal que fará com papelão?

De qualquer forma, a Fifa promete anunciar a sede de abertura do Mundial no dia 27 de julho, mas a CBF vai conseguir prorrogar o anuncio até dia 30 de julho para que os dirigentes corintianos consigam as tais garantias. O problema é que ainda não se sabe de onde virá o dinheiro.
O que se sabe é que o prefeito Gilberto Kassab enviou para a câmara dos vereadores uma projeto de lei que concederá ao Corinthians R$ 420 milhões, disfarçados de isenção no IPTU (50%) e também no ISS (60%).

Porque não investir esse dinheiro em obras mais necessárias como escolas, hospitais ou transporte? Afinal, hospitais estão fechando as portas na zona leste por falta de investimento.

Ou em último caso, investir no Pacaembu, que pelo menos é um estádio público.

Agora vamos torcer para que os vereadores que votarão na lei se lembrem que são responsáveis por defender a vontade dos cidadãos e que construir um estádio particular não deve ser visto como prioridade.

Um comentário:

  1. Local bem apropriado para o estadio... kkkkk

    ResponderExcluir