segunda-feira, 11 de julho de 2011

Final de semana melancólico para o esporte brasileiro

Sábado vimos mais uma atuação pífia da seleção principal de futebol. Depois de empatar com a Venezuela na primeira rodada, Mano Menezes resolveu sacar Robinho e apostar em seu queridinho Jadson, que apesar do gol marcado não acrescentou em nada. O empate em 2 a 2, conquistado no último minuto, graças ao atacante Fred, não livrou a cara da seleção.

Os destaques negativos, além do “reizinho” Neymar, são os laterais Daniel Alves, que falhou nos dois gols do Paraguai, e André Santos, que não tem futebol para vestir a camisa amarela.

Agora o Brasil joga sua permanência na competição contra o Equador na quarta-feira.

No domingo o Brasil tinha duas decisões.

A primeira pela Copa do Mundo de Futebol feminino e o segundo a Liga Mundial de Vôlei Masculino.

As meninas do futebol fizeram bonito, buscaram um empate após sofrerem um gol contra no primeiro minuto do jogo. Na prorrogação Marta fez seu segundo gol no jogo e parecia que a classificação seria o presente para a maior artilheira da história das Copas, mas no último minuto, a goleira Andréia falhou e o EUA conseguiu o empate.

Vieram os pênaltis e mais uma vez o Brasil foi eliminado pelos EUA.

Se o time de Marta, por mais que tenha endurecido o jogo, não conseguiu vencer as americanas, o mesmo aconteceu com time de Bernardinho.

O jogo foi duro, disputado ponto a ponto, mas a Rússia consagrou-se campeã da Liga Mundial de Vôlei após vencer o Brasil por 3 a 2.

Pódio dolorido para o Brasil e um fim de semana para se esquecer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário