terça-feira, 16 de agosto de 2011

Andrés Sanchez, amigo de gângster

Neste domingo, 14, Andrés Sanchez, presidente do Corinthians, esteve em um programa da Rede TV! e fez questão de afirmar sua amizade com o “todo poderoso” da CBF Ricardo Teixeira. O dirigente foi enfático ao afirmar que achava exageradas as manifestações que ocorreram um dia antes na Avenida Paulista. No sábado, 13, aproximadamente 400 pessoas se reuniram na principal avenida do estado para pedir a saída de Teixeira da CBF.

Para Andrés, seu amigo deve ser visto de outra maneira e garante que as cobranças são exageradas. E avisa “Se está insatisfeito, tem que ir à Justiça e cobrar”.

Apesar de tentar negar, Andrés dá leves demonstrações de seus interesses em substituir o amigo e assumir a presidência da CBF.

Só não pode declarar suas intenções agora, afinal a onda de acusações contra Ricardo Teixeira está aos poucos se tornando um Tsunami, e se tornar o candidato da situação nesse momento pode ser um desgaste irreversível.

Mas o presidente do Corinthians sabe o quanto deve a Teixeira. Deve um estádio, a rejeição do Morumbi pela FIFA e a abertura da Copa. Por isso não se mostra nem um pouco desconfortável ao defendê-lo em rede nacional. “As pessoas exageram um pouco. Ninguém merece esse tipo de perseguição.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário