quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Brasil de Mano Menezes passou vergonha na Alemanha

Insegura, confusa e sem brilho. É isso que a seleção brasileira tem sido desde a estréia de Mano Menezes no comando da equipe.

A única boa apresentação da seleção do Mano foi contra os EUA há exatamente um ano. Dizia-se que o técnico traria de volta o futebol arte com seus três atacantes e o talentoso camisa 10. Ilusão! Dirigida por Mano Menezes, a Seleção Brasileira não venceu nenhum grande time.

A equipe não tem sequer lapsos de futebol arte e também não demonstra a segurança defensiva que marcaram os times de Dunga e Felipão.

Ontem, em Stutgart, a seleção foi totalmente dominada pela a Alemanha, atuou como time pequeno e entrou na roda por várias vezes. E olha que os alemães pouparam Özil e Khedira, titulares absolutos do time.

O Brasil atuou com três volante e três atacantes, sem ninguém para fazer a ligação dos dois setores. Fernandinho, reserva no Shakhtar da Ucrânia e atleta do grupo do empresário de Mano Menezes, ficou com a vaga de Ganso, o único meia de armação convocado.

Por mais que o atleta do Santos não passe por uma boa fase, ele era o único jogador de meio-campo criativo no elenco, e colocar Fernandinho em seu lugar deve ter sido uma piada de mal gosto do mesmo nível da que Mano tem feito deixando André Santos (outro atleta de seu empresário) no time e o Marcelo em casa.

A Seleção Brasileira perdeu para a Alemanha por 3 a 2. Marcou dois gols por acaso, e não tomou mais por sorte e porque Joachim Löw testou vários reservas depois do terceiro gol, poupando o Brasil de vexame ainda maior.

Com certeza essa é a pior seleção brasileira que já vi e parece que os patrocinadores também estão começando a ter a mesma impressão.

Muricy Ramalho, Luiz Felipe Scolari e até Vanderlei Luxemburgo começam a fazer sombra para o técnico da seleção, que a cada tropeço evidencia ainda mais sua insegurança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário