segunda-feira, 5 de março de 2012

Não tem técnico para assumir a seleção


Não é de hoje que a atuação do técnico Mano Menezes a frente da seleção brasileira vem sendo questionada. Com um futebol que não empolga ninguém e com constantes mudanças na formação da equipe, Mano ainda não tem nem a sombra de um time em suas mãos.

Mas olhando para o mercado de treinadores no Brasil, também não se vê nada de novo para substituir o Mano. São sempre os mesmos:  Felipão e Muricy, que apesar de terem mais experiência que o atual treinador não fariam a seleção jogar mais bonito, ou o decadente Luxemburgo que a muito deixou de ser o genial Professor.

Atualmente acredito que Dorival Junior, do Inter de Porto Alegre, é o mais próximo de chegar ao nível dos citados a cima, no entanto ainda precisa amadurecer para ocupar a cadeira de técnico da seleção.

Não há renovação entre os técnicos brasileiros, é sempre a mesma coisa, o mesmo padrão de jogo, as mesmas formações, a mesma filosofia…

Então me pergunto: Porque não buscar um técnico fora do país?

Não é demérito ir buscar ajuda fora para comandar nossa seleção. A Inglaterra, por exemplo, recentemente teve como técnico o italiano Fabio Capello.

O fino da bola atualmente está na Europa. Por que não abaixar a crista e reconhecer isso?
Talvez seja a hora de uma renovação na nossa maneira de pensar futebol e ir buscar os melhores técnicos do mundo.

Um comentário: