segunda-feira, 23 de julho de 2012

Seleção do Mano vai a Londres fazer negócios, se ganhar a competição é lucro


A seleção olímpica de futebol masculino já está em Londres para buscar o único título que falta na nossa galeria.

Para muitos, essa é a melhor seleção olímpica já formada pelo Brasil, e junto com a fragilidade dos adversários que enfrentarão, em especial na primeira fase, deixa o Brasil na posição de favorito indiscutível.

No entanto, a “preparação” da seleção está totalmente comprometida. Muito pior do que ocorreu na Copa do Mundo de 2006, na qual o Brasil também posava como favorito com Ronaldo, Ronaldinho, Adriano, Kaká, Roberto Carlos, entre outros, mas que foi atrapalhado pela farra e oba-oba dos atletas. Essa fantástica seleção olímpica, ao invés de estar concentrado na competição, vive cercada de empresários em busca de negociações.

E o pior é que tudo isso acontece com a autorização do diretor Andrés Sanches e o técnico Mano Menezes.

O trabalho tão bem feito por Dunga entre 2006 a 2010, que afastou esses urubus da seleção, foi jogado no lixo. A seleção voltou a ser uma feira, onde os produtos ficam expostos para qualquer um e a qualquer hora.

Aparentemente conquistar a competição não é tão importante, afinal ganhando ou perdendo o dinheiro está indo para o bolso.

E assim a vida segue.

Nenhum comentário:

Postar um comentário