sábado, 8 de setembro de 2012

Seleção vence sob merecidas vaias


O Brasil venceu ontem, 7, a África do Sul pelo placar mínimo em São Paulo. Sob vaia da torcida, a Seleção do Mano novamente apresentou um futebol fraco, sem padrão e totalmente previsível diante de uma marcação minimamente organizada pelo time africano.

A seleção entrou em campo com um 4-3-3 desestruturado. Romulo fazia a função de primeiro volante, Oscar aberto pela direita e Ramires pela esquerda, deixando um grande buraco entre o meio de campo e o ataque. Neymar, Oscar, Daniel Alves e Marcelo, que são atletas considerados de primeiro nível, pouco apareceram, enquanto Lucas decepcionou quando finalmente teve sua chance como titular.

Para piorar, após o jogo, o que mais se falou foi sobre as vaias da torcida, como se ela não tivesse em sua razão de cobrar um time incapaz de pressionar a África do Sul dentro de casa. Se esse time é incapaz de jogar sobre pressão, é melhor começar a convocar um time mais maduro, mesmo que tecnicamente inferior.

Mano Menzes, Dedé e Neymar que enfatizaram a falta de apoio vinda da arquibancada como fato predominante para a má atuação do time, precisam ser humildes e reconhecer que a seleção não está jogando bem faz tempo, e que a culpa do fracasso não é da torcida, e sim da falta de competência do comando técnico e da soberba de alguns jogadores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário